Buscar
  • fernandomeligeni

Osaka e Gauff: Um mundo de ponta cabeça



Ontem ao assistir o final do jogo da Osaka com a Gauff fiquei pensando por um bom tempo.

Depois de me emocionar com a atitude da japonesa pela sua simplicidade, seu respeito e seu cuidado com uma “adversária” que tinha apenas 15 anos, percebi o errado que estamos.

Eu sei que estamos competindo o tempo todo, sei que lutamos por espaço e conquistas, mas existe um princípio de continuidade que precisamos colocar a frente. Todos nós vamos embora deste mundo, não somos eternos. Precisamos olhar mais para o outro. Hoje somos nós que estamos lá. Nem piscamos outros virão. Naomi Osaka não venceu sei jogo. Venceu a estupidez humana, o chefe babaca, o poderoso que pisa no jovem aprendiz como se nunca tivesse sido jovem e inseguro.

Eu perdi a paciência com essas pessoas que pouco ou nada dão ao outro. Os egotistas que só pensam em dinheiro, só querem subir custe o que custar.

Hoje a Osaka fez um bem a humanidade. Aos jovens mal educados que acham que podem passar por um experiente do seu meio debochando ou para um veterano que se acha mais que o jovem e não dá nenhum conselho.

175 visualizações1 comentário