Buscar
  • fernandomeligeni

Laver Cup. Quem são esses jogadores?



Desde sua primeira edição a competição mostra uma nova maneira de fazer tênis.


Analisar a Laver Cup é fácil e muito complicado. Ela é um sucesso porque tem os melhores jogadores, porque esses jogadores ganham muito bem, porque o dono é admirado e querido e o formato é muito interessante.


Por um outro lado a competição se escora demais em Federer e Nadal. Sem eles jogando seu sucesso é uma incógnita.


Falado isso temos varias perguntas a fazer.


Será que esse formato de time e entretenimento é o que seduz os jovens, a nova geração?


Ao assistir os jogos e ver todos engajados, unidos, vibrantes e companheiros, me traz mais dúvidas que certezas.


Eles fazem isso porque o torneio é uma exibição milionária? Para conseguir o engajamento do jogador é preciso encher o bolso dele? Ou será que o formato de torneio tradicional está em perigo?


Eu aceito que gosto do show. Acho interessante, mas não me iludo. É simplesmente um show, uma grande cena. Lá não tem amigos de verdade. Existem adversários em férias que sabem que naquela semana por um bom dinheiro e muitas regras você deixa o ego de lado e entra em quadra para jogar e principalmente, entreter.

E todos fazem isso com muito sucesso.


Isso é ruim? De maneira alguma, mas ao ver os jogadores que tanto reclamam de calendário e de cansaço chega a ser engraçado vê-los dando tudo em um jogo que não vale nada. Mas para o tênis é importante e o fã e patrocinador adoram.


Por isso.


Que a Laver Cup viva por muito tempo e que os jogadores percebam que não só nela eles podem ser mais acessíveis.


É bom ver o Zverev rindo, o Kyrgios querido por todos, o Fognini sendo tratado com respeito. e que tudo acabe em uma grande festa.







2,424 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Djokovic volta a atacar

No dia em que completa 35 títulos de Master 1000 e continua invicto no ano, Novak Djokovic coloca fogo no circuito liderando a divisão tenistica e querendo uma nova entidade. Posso escrever aqui como

O curso está pronto. Play?

Foram quase dois anos engajado em fazer o curso acontecer. Muitas idas e vindas, estudo, reuniões, colaboradores, alegrias, discussões, horas em quadra, sol na cabeça, conversa com técnicos de tênis,