Buscar
  • fernandomeligeni

Djokovic volta a atacar

No dia em que completa 35 títulos de Master 1000 e continua invicto no ano, Novak Djokovic coloca fogo no circuito liderando a divisão tenistica e querendo uma nova entidade.


Posso escrever aqui como fã de tênis, como um cara que escreve sobre tênis ou como ex tenista profissional. Neste caso devo escrever como jogador, com a minha experiência e vivência de circuito.


Em primeiro lugar tenho a dizer que a liderança no ranking não te dá direito a mais influência ou voto que os outros. Além disso estar como número 1 te traz a responsabilidade de cuidar ainda mais do esporte que um tenista sem tanta notoriedade.


Mais que o cuidado, os grandes nomes precisam entender que mesmo sendo um esporte individual, ele não é jogado apenas por poucos. O esporte é grande, tem várias culturas e precisa ser o mais justo possível.


Essa conversa de brecar a ATP existe há anos. Nos meus tempos de jogador cansei de ver tenista querendo se rebelar e tentar conseguir assinaturas para mudar regras, tirar presidentes, trocar dirigentes, fazer novas entidades. Em todas a sensatez venceu e a vaidade e egoísmo perderam. Como nas eleições a primeira promessa é ajudar os menos favorecidos. No caso do tênis os com pior ranking. Depois tudo que foi falado é rapidamente esquecido.


Vejo com tristeza o movimento do sérvio. Ele que pode em pouco tempo ser o maior vencedor de slams, colocar dúvidas se quem é o melhor de todos hoje quer dar a conhecida carteirada e indo sempre contra o movimento natural e tumultuando ao invés de tentar mudar da maneira certa.


Com todo respeito o que ele quer precisaria a adesão dos 10 top 10, de 15 top 20, de uns 40 top 50 e o grito e movimento da galera atrás dos 150 do mundo. Ele tem? Então ele quer algo que só ele e alguns amigos querem.


Sobre o jogo? Ele mais uma vez pediu para falarem do extra quadra. Dentro dela ele é imbatível, incrível, maravilhoso e o melhor tenista hoje e pode ser até o maior de todos no futuro. Fora dela este ano vem perdendo em primeira rodada atrás de primeira rodada.

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

O curso está pronto. Play?

Foram quase dois anos engajado em fazer o curso acontecer. Muitas idas e vindas, estudo, reuniões, colaboradores, alegrias, discussões, horas em quadra, sol na cabeça, conversa com técnicos de tênis,